Borboletas de ouro não voam

Você era um garoto pobre. Você era um garoto sozinho. Sem pais, sem dinheiro, sem promessas. Você via aviões no céu e pensava “Eles poderiam me levar para longe… Então existe um longe?!” E você quis voar. E você decidiu que construiria aviões que pudessem te levar para longe. Então você fugiu, largou a enxada, saiu do sítio, chegou à cidade e decidiu que seria alguém, menos ordinário.

Você passou fome, viveu de favor, foi humilhado, mas nada disso importava, pois o vazio era muito maior do que a dor. Você era muito inteligente, sua determinação era sua maior inteligência. Você devorou livros de cálculos, dominou ciências, desvendou cérebros. Você quis provar o quão bom poderia ser, prestou um concurso, passou, mais uma vez se mudou. Você era agora alguém? Não alguém tão grande quanto queria ser. A cada centavo que ganhou guardou, depois de anos mais uma vez partiu, para a velha cidade retornou, uma faculdade cursou, engenheiro se tornou. Poderia construir torres p/ aquele céu agora. Uma empresa criou, pessoas contratou, um império formou.

Dinheiro, muito dinheiro ganhou, uma fortuna imensurável que o menino sujo da roça se quer imaginava ser real. Você poderia comprar aviões. Muitos. E agora, você já é tão grande quanto queria ser? Não. Não. Você não é.

Hoje, você passa os dias preso em um quarto, hoje os remédios te fazem querer viver, hoje… Você é um homem pobre. Você é um homem sozinho. Pois quando alcançou o céu, você estava pesado demais para conseguir voar.

Hoje, você ainda quer ir para longe e ser alguém menos ordinário, mas já não acredita que este longe ou este alguém exista.

Hoje você não vê o céu.

We will all laugh at gilded butterflies.” – Shakespeare

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s