20° dia

  • Vinte dias após o acidente

A sensação constante que sempre senti neste hospital é a de que estou em outro planeta, algum lugar extremamente longe, desabitado e escuro. Tudo me parece distante e inatingível.O futuro ganha um véu pelo qual não consigo visualizá-lo. E minha saúde sempre parece estar debilitada o suficiente para qualquer coisa ou qualquer amanhã; voltar a andar, dançar, viver em São Paulo; é como se uma galáxia nos separasse. E mais do que uma interrupção, eu sinto uma anulação em minha vida, como se meu passado estivesse finalizado e o meu presente se formasse branco, vazio; zerado. Essa noção de recomeço às vezes me transparece interessante e benéfica, em outras, falta-me fôlego.

Creio que depois de tudo é absurdamente normal eu me sentir assim, sem qualquer controle sobre qualquer coisa, mas apesar dos apesares estou bem, de verdade; vejo tudo isso como um grande desafio e crescimento. Até mesmo uma revolução. Eu sempre corri pela vida, até que a vida me parou, por completo. E eu que nunca tive paciência, terei que ter toda a paciência do universo; os médicos me derem o prazo de 60 dias sentindo dor e tendo que ter repouso absoluto. Mentiria se dissesse que já me acostumei com a ideia.

Há uma força muito grande dentro de mim que se colide com algo duro e úmido que também se encontra aqui dentro. Mas creio que precisarei de ambas as coisas; a coragem para ir em frente e a indiferença para não ficar para trás.

Levai-me por onde quiserdes / aprendi com as primaveras a deixar-me cortar / e voltar sempre inteira.
Cecília Meireles

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s