O que fica

A primeira coisa que as pessoas costumam me perguntar, depois de me ver após o acidente, é sobre as cicatrizes de meu rosto. Perguntam se elas irão melhorar, se eu terei que fazer plástica, se fui procurar um especialista… E eu sempre digo que elas não me atrapalham. E todos me olham como se me recusasse a cuidar de um câncer. Na verdade, eu sinceramente gosto delas. Todos os dias quando acordo e as vejo no espelho, me lembro da vida que ainda estou a viver e de como esta é fugaz e frágil. E prometo a mim mesmo que aquele dia não será somente um dia. Por fora são cicatrizes. Por dentro, promessas diárias.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s