Afastar para Aproximar

Afastar para Aproximar

– Sobre o facebook

Eu não acho que a vida esteja aqui; neste espaço. Ela deve estar mais para a esquerda, onde fica a janela. Lá pelo lado de fora do vidro, do lado de dentro dos olhos. Em algum lugar perto da lembrança, pousada em qualquer esperança. Em algum lugar que respire. Aonde haja espaço para saltos e pousos. Até quedas; quem sabe aonde se pode cair (ou chegar).

Quando um amigo meu fizer aniversário, eu não quero escrever em sua linha do tempo; eu quero é o SEU tempo. Sua voz, mesmo que distante, acompanhada pela visão de seu sorriso, de seu olhar e de tantas outras coisas. Saudade também é data comemorativa. Quando eu a sentir, também quero ligar, em vez de enviar um inbox. Quero perguntar como está, quero que ele diga para mim e não apenas para o seu feed de notícias – pressupondo que eu irei ler. Não, eu não irei. É que sou alguém de difícil entendimento. Preciso de explicações, detalhes, sensações, descontroles e insistências. Preciso também de tato, cheiro e gosto. E sou alguém de difícil imaginação. Preciso que me mostre as coisas, não apenas as aponte. Preciso de concretude. Mais realidade e menos artificialidade. Maiores verdades, mesmo que poucas, mas presentes e não virtuais.

Quero também fotos impressas. Um punhado delas escolhido e colocado sob um plástico em um piegas álbum de papel. Talvez, enfeitado com trechos daquelas canções que a gente tanto gosta, e nunca se cansa de cantar. Fotos de quem eu nunca me canso de ver, de lembrar, de estar. Aí nos encontraremos em alguma madrugada, e no chão de alguma sala, abriremos este álbum. Cada foto será uma história, uma permanência. E não apenas uma outra imagem em um outro álbum digital; esquecido entre tantos, curtido por tantos que já perderam os nomes e viraram números. Uma rede formada por números. Uma alto-estima formada por números. Uma vida formada por números. Não, eu não acho que a vida esteja aqui, neste espaço.

Eu quero me afastar para me aproximar. Mesmo que de poucos, mas de poucos que muito me valem. Quero uma conexão que, mesmo não tão rápida quanto a de banda larga, seja mais profunda. Que em vez de fios, possua raízes, entre tantas outras coisas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s