Casa dos pássaros mortos

Assim que me mudei para esta casa, comecei a achar vários filhotes de pássaros mortos no jardim. Era assim, cada dia havia uns dois estendidos pelo gramado. A explicação que me apoiava era a inclinada telha aonde os desavisados pássaros faziam ninhos. Mas aquilo cessou. Foi apenas na primeira semana. Quando entrei na casa.

Alguém um dia me disse – talvez um livro – que os pássaros são os primeiros a absorverem a energia telúrica de um lugar. Lembro-me de que quando me avó adoeceu, todos seus canários subitamente morreram.

Nesta semana, meu cachorro pegou uma jovem rolinha para brincar. Quando cheguei, lá estava ele, com o pássaro entre as patas, de rabo abanando e loucamente o lambendo. Peguei a rolinha e vi que ela estava com um grande machucado no peito, o qual com certeza meu cachorro fizera ao “abraçá-la”. Tratei da ferida e a coloquei numa cesta para cuidá-la até que estivesse apta a voar. No segundo dia, ela morreu ao entardecer. Exatamente num dia no qual eu também desfalecia. Ao invisível.

Senti-me inevitavelmente culpada pela sua morte. Deveria tê-la soltado logo após o sangue estancar. Ela deveria estar sem comer. Não comia o que eu tentava dar. Morrera triste. Presa. Quiçá, morrera de tristeza; de saudade do céu.

Há sete meses cheguei aqui. Araraquara fora um estoicismo. Uma vontade rebaixada à necessidade. Uma penitência (uma autoflagelação). Minha doença também é a reclusão (a resignação). Não, a recompensa deste esforço não vale o sofrimento deste presente. Estes cadáveres diários que enterro dentro de mim. Flores nascerão de tanta decomposição? Ou apodrecerão?

Eu cortei minhas asas para esquecer que não sabia voar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s