A mente mente

– Mais tempo é menos tempo.

Respondeu ele quando perguntei como estava os estudou. Era um colega de cursinho que estava há anos tentando prestar medicina e por fim, decidiu parar de frequentar as aulas e estudar por conta. Mal sabia eu que aquela frase, iria ressonar anos a fim em meus ouvidos.

No ballet, a aula usualmente começa na barra; a professora rapidamente nos mostra a sequencia de exercícios e em seguida solta a música. A barra serve apenas como apoio para uma das mãos e nos posicionamos lateralmente a ela. Sempre quando fico no meio da barra, acabo me distraindo, ou não decorando a sequencia com clareza, e assim, me atrapalho na execução do exercício. Mas, sempre quando estou em umas das pontas, e assim, toda turma se guia por mim, não erro um passo se quer.

Meu relógio biológico é inteiramente noturno. Não importa quantas horas eu durma, acordar sempre é uma luta. Quando não tenho nenhum compromisso com hora marcada, não importa o que eu faça ou quanto queira, eu nunca consigo acordar no horário que programei o despertador. Já tentei de tudo; colocar o relógio no corredor, no banheiro, colocar o alarme para repetir a cada 5 minutos… De qualquer forma, eu sonambulamente me levanto e jogo para longe o maldito barulho que insiste em me trazer para realidade. Semana passada me dispus a levar uma amiga na rodoviária, ela pegaria o ônibus às 10 da manhã e na noite anterior eu tinha chego às 5 da madrugada em casa. Dormi 3 horas e no primeiro toque do despertador me levantei. Sem dificuldade alguma. É sempre assim. Sempre.

Passei a vida inteira tentando controlar minha mente e esta ainda me controla. Ou pior, me burla. Ri da minha cara sem dó e se diverte, gritando: – Você não é mais esperta do que eu!

Não, eu assumo. É isso que você quer tanto ouvir? Eu não sou.

No primeiro semestre, quando estava trabalhando, eu não tinha tempo vago para nada. Saia do trabalho, ia para aula, chegava em casa e estudava. Sobravam-me pouquíssimas horas de estudo e tinha muitíssimo a estudar. Dormia 4 horas por dia. Passava os finais de semana estudando até madrugada. E, estava muito melhor do que agora. Hoje, tenho quase o dia inteiro para estudar, apenas tenho aula 1 hora por dia e às vezes, nem se quer nas aulas consigo ir, pois estou “atrasada” com o estudo diário. Eu que sempre me achei alguém tão disciplinada… E o pior, eu não sei para onde vai todo este tempo perdido! Eu não faço nada além de estudar! E mesmo assim, me enrolo inteira, me perco inteira.

Mais tempo é menos tempo. Mais tempo é menos tempo. Mais tempo é menos tempo. – Ela, a mente, grita, berra em meus ouvidos. E ri. Ri do meu fracasso, da minha impotência humana.

Ok Sra. Mente, chegamos num consenso. Eu já admiti – e você sabe bem como sou orgulhosa – que eu não sou forte o suficiente para lhe segurar. Mente, você mente para mim! E eu também não sou capaz o suficiente para controlar isso. Você mente e diz: – Ok, eu irei fazer isso, eu irei te obedecer Aline. Mas, antes, só mais uma ilusão… Eu admito isso: você está no controle! Sempre esteve. Então, vamos seguir suas regras agora. Vamos jogar o seu jogo agora. Já que eu não posso ir contra você, me junto a ti. Assim, você não poderá mais ganhar de mim.

Seremos uma ótima dupla sabe, o que você tem de teimosia eu tenho de vontade. Antes, era uma luta de gigantes. Brigávamos e brigávamos e não saíamos do lugar. Quem sabe agora, juntas, conseguimos ir mais além.

Com certeza, ainda brigaremos e nos machucaremos muito até nos acostumarmos uma com a outra. Mas, creio que fará toda a diferença te encarar como amiga, não mais como inimiga. Acho que preciso ganhar sua confiança primeiro sabe. Só assim você poderá parar de mentir e me ajudar. E me acompanhar. Talvez, você até queira vir morar aqui dentro e se mude deste lugar tão alheio e distante que está. E talvez você que tanto me esvazia, seja a única que possa me preencher. Talvez.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s