Depois de tudo ainda ser feliz

Se hoje eu morresse, eu teria a nossa história. E por quantas vidas ela vale? Incontáveis. Mãe, o que a vida fez na nossa vida? E o que a gente não fez por amor? As dificuldades foram tantas, mas o nosso sentimento foi muito maior. Sempre. O nosso sentimento não só sobreviveu há tantos desmoronamentos, como conseguiu reerguer cada destroço, e a cada reconstrução a gente foi se fortalecendo mais e mais. Ao invés de deixarmos nos corroer. Mãe olhe para nós, olhe para trás… A nossa história é um daqueles filmes que ficam para sempre rodando na memória; é um daqueles livros que por inspiração mudam qualquer trajetória. Conseguimos ser maiores do que tudo. Maiores do que a vida e suas tantas provações e batalhas. E acima de tudo; maiores do que nós. Nossa história é o que eu tenho de mais bonito. Meu maior orgulho, meu maior prestígio. É olhando para nós que consigo entender que a dificuldade, não passa de uma possibilidade de se ir além. Hoje, estamos melhores do que nunca, maiores do que nunca. Crescendo juntas foi isso que aprendemos: nunca deixar de crescer.

Mãe, esta vida é tão pequena, tão curta, tão estreita perto de tudo o que fomos e conseguimos ser. E ainda seremos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s