Balança Quebrada

A padaria estava vazia hoje, tanto de clientes como de funcionários. Estava já há alguns minutos parada na frente do balcão esperando ser atendida, quando se juntam a mim uma mãe com sua filhinha. A primeira coisa que a menina fez foi se apoiar na frente da vitrine de doces, então sua mãe disse: –Quanta coisa gostosa né filha, que pena que a gente não pode comer nada disso. – E a menina, gordinha, responde: –Mas no meu aniversário eu vou poder comer bolo né mãe?! Aí eu vou querer um desse de brigadeiro, e um desse colorido, e esse com morango

E com um aperto no peito comecei mais uma vez a pensar, até que ponto nesta vida as restrições compensam os excessos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s