Lugar Algum

A chegada demora muito. O tempo sobra pouco. Há quanto tempo estamos buscando, tentando, acreditando… Esperando. Um túnel que só vejo saída com os olhos fechados. Histórias que me conto. Fins que me prometo.
A felicidade não está na chegada, mas no percurso. Enquanto passeamos nos sentimos bem pois estamos onde queremos estar. Enquanto vivemos o hoje à espera do amanhã, perdemos. Perdemos-nos.
Sinto-me num oceano dentro de um barco a remos. Inapropriado, insuficiente. Quando penso que navego, na verdade sou guiada. Pelos ventos, pelas ondas, tantas tempestades. Quando acredito que há terra à vista, sou arremessada mar adentro. E volto. E recomeço. Estou cansada digo. Estou cansada de minha impotência. E quando desembarcar pergunto. Terei chego? Ou apenas terei partido. Para lugar algum.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s