Muralhas de Concreto

Alguns se encostam nestas grandes paredes. Reconhecem os limites. O conformismo nem sempre é negativo, muitos encontram felicidade por esta bandas. Nasci aqui, cresci aqui, formei uma família aqui! Já não é uma barreira, mas um orgulho. As muralhas apenas delimitam o seu reino. Outros se revoltam. São os infelizes. Entre estes há dois tipo: os passivos e os ativos. O primeiro são os resignados. Fracos demais talvez, ou tristes demais; qualquer coisa assim incontrolada e exacerbada que pesa e estagna. E há aquela minoria perdida, os infelizes desesperados. Estes não aceitam os limites. Estão ali, há anos, escalando as muralhas, estão ali, há anos, abrindo túneis, estão ali em algum lugar onde você não vê, tentando. Ouvi histórias dos que chegaram ao outro lado. Parece verdade. Mas ninguém sabe. Porque agora já estão lutando contra uma outra muralha em um outro lugar. Será a segunda ou a terceira? A vigésima? Nunca termina. Sempre recomeça. São muros e muros diante os olhos. Tampando o horizonte. Cercando o corpo. Algemando o espírito. Mas eles são infelizes desesperados. Não se entregam. Porque a dificuldade de mudar é muita, mas a dor de permanecer é imensamente maior.

As muralhas, existem para todos, o que muda somos nós. Nossas histórias, nossas lutas, nossas dores. E principalmente nossos desejos. Ímpeto destruidor e criador. O homem é medido pela força de sua vontade. Essa alquimia de transformar sonho em realidade. Difícil ciência essa… Alguns não conseguem. Outros nem sonham. Mas este mundo de concreto grita por escultores que o quebre e o recrie. Isso é arte. Artistas? Bando de infelizes desesperados… Não se entregam.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s