Ventríloquo

Gostava de sentir vontade de ir ao banheiro. Segurava ao máximo. Quase fazia nas calças. Mas era aquela sensação de alívio que buscava. Algo saindo, libertando, tranquilizando. Momento raro.

Também tinha suas manias de organização. Precisava de algum controle. Algum pequeno domínio no meio de sua desordem infinita.

Mudava a cor dos cabelos toda semana. Quem sabe mudando por fora, também conseguia mudar por dentro.

Comia muito para se encher. Preencher aquele vazio que ecoa. Ecoa. Ecoa…

Bebia muito para se esquecer. Só conseguir se divertir quando já não se sentia.

Principalmente, tinha uma total possessão com seus relacionamentos. Precisava de muita atenção, exclusividade. Não conseguia cuidar então precisava que alguém cuidasse. Aliviasse. Preenchesse.
Tudo que precisava era um sentido para a vida que já não conseguia justificar.

Anúncios