Eufemismo

Descubro que meu amor é vontade de amar
Como se pelo cansaço da procura eu me entregasse
Pedindo, pedindo, implorando alívio
Deixa-me estacionar aqui, em você, deixa-me descansar
Mas a cada dia, o sossego é substituído por confinamento
Como se eu tentasse chegar ao mar
Você é continente, com altas montanhas nos confins
Tampando os meus horizontes.
Mas também é terra firme, segurança, estabilidade
Penso: quanta gente não gostaria de chegar aqui
E me sinto mal por não valorizar esse espaço coberto
Entre desertos e desertos que atravessei
Sinto-me acolhida aqui. Sinto-me agradecida
Você é oásis
Mas eu, meu bem, sou desassossego. Desespero. Voragem
E solidão, acima de tudo. Às vezes com orgulho, muitas com dor
Então eu sei, com certo aperto
Você não é abrigo, é alívio
Que eu pedia
E encontrei.
Descubro que meu amor é vontade de amar.

 

Anúncios